sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

E Sua Fama Espalhou-se Depressa (Marcos 1.21-28)


As pessoas ficavam admiradas com a maneira como Jesus ensinava. Ele tinha autoridade em suas palavras. Elas partiam do seu coração e as pessoas podiam confiar. O povo não se sentia enganado, pois elas iam ao íntimo do ser humano, visitando a escuridão da alma, esclarecendo dúvidas, desafiando a angústia e o medo. Acostumadas a ouvir os fariseus e escribas com suas mentiras e a maneira desleal como os exploravam, agora o povo encontrava em Jesus confiabilidade, segurança e acolhimento. Por isso o seu ensinamento causa tanta admiração.

Então sua fama espalhou-se por toda a região. Coisas boas eram ditas acerca de Jesus e mesmo aqueles que discordavam de suas palavras não tinha como não reconhecer que se tratava de um grande profeta. As forças do mal eram submissas a Ele. Aqueles que  o seguiam depois de sua morte sabiam disso e cantavam: “Por isso Deus deu a Jesus a mais alta honra e pôs nele o nome que é o nome mais importante de todos os nomes, para que, em homenagem a Jesus, todas as criaturas no céu, na terra e no mundo dos mortos, caiam de joelhos e declarem abertamente que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai”.

Aquela fama espalhava-se não somente pelas curas que ele realizava. Os seus ensinamentos de um novo Reino que se instalara eram desafiadores. No novo reino os pobres são bem-aventurados, aqueles que choram serão consolados, os que têm sede e fome de justiça serão saciados. O grande Criador o tinha enviado para pregar uma boa notícia aos cativos, cegos e oprimidos. Como não se encantar e se admirar diante de tanta justiça e amor?

Como seus discípulos só nos cabe seguir o seu exemplo de amor, perseverança e justiça. Sua fama precisa espalha-se novamente. Não como esse Cristo medido pelo valor econômico e preocupado com seus bens materiais. Não como esse Jesus extremamente legalista, rancoroso e vingativo que os radicais da religião anunciam. Mas, como o Cristo da boa notícia que constrói o novo onde o velho causava a dor e a opressão. O Cristo que faz do humano o ser extremamente humano. 

(Régis Pereira, Fortaleza 13/02/2015, 21:40hs)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Como Lutar Pela Democracia?

Nos dias que antecederiam o afastamento da Presidenta Dilma Roussef de suas funções no Governo Federal, recordo que fomos até a Avenida...