sábado, 10 de agosto de 2013

NOTA DE APOIO AOS MANIFESTANTES NO PARQUE DO COCÓ (REDE SUSTENTABILIDADE NO CEARÁ)



Nós que formamos a Rede Sustentabilidade no Ceará, viemos através dessa nota prestar nossa solidariedade e apoio aos manifestantes que ocupam o Parque do Cocó, em protesto a construção de um viaduto naquela região. Entendemos que essa obra não resolverá os problemas de mobilidade urbana da cidade de Fortaleza, como também é uma agressão a uma das poucas áreas verdes de preservação ambiental em nossa cidade.

Defendemos que o Governo do Estado do Ceará assine o Decreto legalizando de fato, o Parque do Cocó, pondo um fim a todas as intervenções que avançam e degrada o Parque do Cocó. Como por exemplo, a construção do viaduto, a ponte estaiada e especulação imobiliária que avança sobre as dunas do Cocó, áreas que desempenham um importante papel na recarga dos aquíferos.

A Prefeitura e o Governo Estadual, ao invés de abrir um amplo debate com a sociedade civil organizada e academia sobre o projeto e permitir que sejam apresentadas propostas alternativas para qualificar a mobilidade urbana na região, insiste em um modelo atrasado que valoriza apenas o transporte motorizado na cidade em detrimento dos outros modos de locomoção, como transportes de massas e ciclovias, além de provocar grandes danos ambientais e sociais para a região. 

Dentre os inúmeros problemas da construção do viaduto, a obra foi iniciada sem a licença da União e sem que fosse apresentado o Estudo e o Relatório de Impacto Ambiental (EIA/RIMA). Com as irregularidades jurídicas, a obra foi suspensa por decisão do Senhor Juiz Francisco Roberto Machado

‪#‎REDE‬ SUSTENTABILIDADE CEARÁ também questiona o modelo de desenvolvimento adotado em Fortaleza e no Ceará, que é socialmente injusto e ecologicamente predatório. Também repudiamos a ação violenta da Guarda Municipal de Fortaleza no último dia 08 de agosto, quando de forma violenta e ilegal expulsou os manifestantes do Parque do Cocó. O caminho para o consenso sobre a obra é feito através do diálogo e do respeito, não com armas e truculência. O que vimos nesses dias foi um claro desrespeito aos princípios democráticos.

Esperamos que a Prefeitura Municipal de Fortaleza encontre soluções para um diálogo respeitoso com os manifestantes que ocupam o Parque do Cocó a cerca de trinta dias, e que esteja ciente que para se construir uma nova sociedade mais justa, igualitária e plenamente sustentável é necessário ouvir as vozes que emergem das ruas. 

Rede Sustentabilidade Ceará,
Fortaleza, 10 de agosto de 2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Como Lutar Pela Democracia?

Nos dias que antecederiam o afastamento da Presidenta Dilma Roussef de suas funções no Governo Federal, recordo que fomos até a Avenida...